Get Our 2020 Fall Campaign Flyer

Qualquer cristão pode aconselhar

Uma das conseqüências não intencionais mais significativas do movimento de aconselhamento bíblico é a idéia que aconselhar os outros é para um grupo seleto de cristãos. Deus tem abençoado o movimento de aconselhamento bíblico nos últimos 40 anos. No entanto, com o desenvolvimento sem precedentes do pensamento e dos recursos do aconselhamento bíblico durante este tempo, acho que esquecemos de dizer à igreja que aconselhar os outros é para todos, não apenas para poucos. Cada cristão é um conselheiro cristão. Eu acho que essa noção de que apenas alguns bons homens e mulheres podem aconselhar vem de nossa cultura secular. Algumas vezes nós inconscientemente imitamos algumas das práticas anti-bíblicas do mundo, e em alguns casos são as idéias que imitamos, que terminam importadas para a nossa prática. E com o tempo são assumidas como bíblicas. Esta dicotomia de cristãos que aconselham e aqueles que não aconselham é um desses casos em que nós imitamos o mundo. O mundo é inclinado para e focado no individualismo, enquanto a igreja é chamada a comunhão. O mundo acredita na especialização, enquanto a igreja acredita em equipar a todos para fazer o trabalho do ministério (Efésios 4.11-12). Ser antitético ao mundo é especialmente importante quando se trata de aconselhamento, porque para qualquer forma de aconselhamento ser bem sucedida a longo prazo, deve ser contextualizada e elaborada dentro da comunidade da igreja local. Nosso mundo vai para a terapia para se encontrar com um especialista, que representa a extensão de sua forma de cuidado da alma. Felizmente, a igreja não aceita tal abordagem individualista para cuidar da alma. É preciso um “corpo” de pessoas para cuidar adequadamente um do outro. Alguns fundamentos para o aconselhamento bíblico. Segue uma pequena lista de elementos essenciais que todos os cristãos possuem, que lhes permite aconselhar outros biblicamente:

  • Todos os crentes são capacitados pelo Espírito de Deus.
  • Todos os crentes são iluminados pelo Espírito de Deus.
  • Todos os crentes têm a capacidade de orar.
  • Todos os crentes podem entender a Palavra de Deus.
  • Todos os crentes têm uma experiência de Deus.
  • Todos os crentes têm a capacidade de amar as pessoas.
  • Todos os crentes são chamados a compartilhar a Palavra de Deus.

Mas não há pessoas mais dotadas para o aconselhamento? A suposição comum entre os cristãos acerca de conselheiros cristãos é que é um campo especializado para pessoas especializadas. A razão para essa suposição é geralmente por causa de uma definição não-bíblica de aconselhamento bíblico. Aconselhamento bíblico, simplesmente definido, é um crente usando a Palavra de Deus para ajudar outro indivíduo. Todo crente é livre, capacitado e exortado a trazer as verdades da Palavra de Deus para sua esfera de influência. Não devemos abraçar uma interpretação e uma definição culturais de aconselhamento. Nós não somos deste mundo. Somos escravos e seguidores de Cristo. Como seguidores de Cristo e seus imitadores, temos o privilégio de levar a Palavra de Deus auxiliar qualquer indivíduo de acordo com a nossa compreensão da Palavra de Deus e de acordo com o talento que Deus nos deu. E, felizmente, por causa da obra do Espírito em nós, podemos continuar a crescer tanto em nossa compreensão da Palavra de Deus quanto em nosso talento em aplicar a Palavra de Deus. Diga-lhes o que você sabe Em João 4, a mulher no poço teve um encontro com Jesus. Após esse encontro, ela entrou em uma aldeia e começou a contar (aconselhar) as pessoas sobre seu encontro com o Salvador. Independentemente de onde você esteja, no que tange à sua caminhada com o Salvador, você tem algo a dizer. Não há tempo perfeito ou nível de maturidade ideal que você deva atingir antes que possa contar aos outros sobre Cristo. Você pode não ter todas as respostas que você queria ter. Você pode não estar completamente à vontade em um contexto de aconselhamento. Mas há alguém maior que está com você e que irá capacitá-lo e lhe dar iluminação, conforme você fielmente trouxer a sua Palavra para auxiliar a vida de outros. Em última análise, o Espírito de Deus é o Conselheiro e, contanto que você não o apague, você se surpreenderá com o que ele fará por meio de você. Você acredita que você é um conselheiro bíblico? De todo modo, você pode querer usar a palavra “discipulado” em vez da palavra “aconselhamento”. Discipulado é um termo melhor, mais amplo e mais preciso para o que fazemos.

Print Friendly, PDF & Email
Filed Under:
Tagged: