Get Our 2020 Fall Campaign Flyer

O gay diz: “Eu nasci assim…”

Tenho recebido bastante comentários por posts sobre homossexualismo. Infelizmente alguns deles são raivosos. Tento demonstrar que não tenho com raiva ou nem estou condenando a comunidade gay. Embora discordando deles, tentei não ser rude. Nós temos posições diferentes sobre se a homossexualidade é um pecado ou não.

A Bíblia é clara: é pecado.

No entanto, quando eu olho ou penso em uma pessoa gay, não vejo alguém pior do que eu. Sempre que conselho alguém, gay ou não, em algum ponto do processo eu tento deixar muito claro que, embora ele possa estar vivendo em algum pecado eu não o vejo como o pior pecador na sala. Se eu estou lendo a Bíblia corretamente, então, da minha perspectiva o pior pecador na sala sou eu. Tenho muitas lutas com o pecado em andamento, mas, pela graça de Deus, pensar em mim como melhor do que o próximo não é uma delas.

Paulo viu-se como o principal pecador. Eu entendo isso. Eu me vejo como o principal pecador.

Embora eu me veja como o principal pecador na sala, isso não significa que não posso fazer uma observação objetiva a alguém que está vivendo em pecado, se seu estilo de vida é posto sob a luz das Escrituras e é claro que está pecando. Quanto ao que se refere ao estilo de vida homossexual e a visão de Deus sobre esse estilo de vida, a Bíblia é bastante clara. Não é diferente da visão da Bíblia sobre a raiva, preguiça, ansiedade, roubo, homicídio, desobediência e muito mais. A Bíblia não hesita quanto à visão de Deus sobre estas coisas. São pecados!

Um dos argumentos que tem sido apresentado é: “Eu nasci assim!” Eu entendo o argumento. Saquei. Posso acreditar? Bem, sim … de certa forma. No entanto, eu não acredito em determinismo genético, o que significaria que não há esperança nem graça para a mudança. Não há “gene gay”.

Mas você pode ter nascido assim? Sim, eu penso que sim. Gostaria de alargar isso para torná-lo mais inclusivo: Eu nasci um pecador. Eu saí do útero de minha mãe falando mentiras, como a diz a Bíblia. A Bíblia também diria que não há nenhuma pessoa justa. E ainda proclama em Romanos 3 que todas as pessoas são inúteis. Ninguém faz o bem, sequer uma pessoa. Paulo continua a dizer que todas as pessoas pecaram e estão aquém do padrão de Deus.

Você nasceu assim? É claro que sim. Você é um pecador nato. Eu também!

Outros diriam que não querem fazer melhor. “Eu nasci assim e estou bem assim”. Bem, isso é triste. Eu esperaria que qualquer um de nós preferiria viver de acordo com as preferências de Deus e não nossa.

Gente, é por isso que Cristo veio. Ele não veio para salvar pessoas perfeitas, nascidos sem pecado. Ele veio para salvar e corrigir pessoas quebradas, pecadoras, tortas e sem valor e nós todos nos enquadramos nesta categoria, gays e héteros.

Todos nós nascemos assim. Temos predisposições? Claro que sim! Estamos predispostos ao pecado! Nós nascemos em pecado e nós pecamos e nós amamos nosso pecado e nós justificamos o nosso pecado e nós culpamos os outros pelos nossos pecados. É misericórdia de Deus intervir, nos regenerar e começar um processo de mudança. Ele nos salva de nós mesmos.

Em certo sentido, tanto o hétero quanto o gay são iguais. Ambos precisam de misericórdia e graça de Deus. É por isso que eu não entendo por que um cristão bateria num gay. Seria não compreender a coisa toda, é extremamente farisaico. É também teologicamente desonesto com os textos. Um cristão que espanca um gay se esqueceu do evangelho. Deus veio para morrer pelos pecadores e salvá-los. E o cristão foi resgatado de seus pecados, e quando chega a uma atitude impetuosa e má para com um gay, então, ele se esqueceu de onde veio.

Francamente, é ignorância. Nós precisamos é de orar por eles e pedir a Deus para nos dar a oportunidade de alcançá-los e esperar que Deus salve alguns deles.

Você tem algum amigo gay? Você sabe como se relacionar com eles? Você quer se relacionar com eles? Lembre-se de que Deus escolheu se relacionar com você quando você estava perdido em seu pecado. Lembre-se do Evangelho!

Se um gay se torna cristão, ele ou ela mais do que provavelmente estará lutando com o estilo de vida gay. Esta é a orientação que Paulo nos deu em Gálatas 6.1. Essa pessoa é pega no seu pecado. Eles precisam do nosso amor, misericórdia, graça e paciência perspicaz para ajudá-los a atravessar suas lutas, conduzi-los ao arrependimento numa base diária e semanal. Sei de vários cristãos que são tentados pela atração pelo mesmo sexo.

Você pode ser um cristão e ter esta luta. A questão não é se você está lutando sob o peso das tentações. A verdadeira questão é a atitude do coração do lutador. Eles estão tentando lidar com o problema ou estão se justificando ou culpando seu estilo de vida? Estas atitudes vão lhe dar alguma idéia de se é um crente ou não.

Mas cuidado: existem cristãos que não são gays que tentam justificar “a maneira como são” da mesma forma. Tentei justificar meu pecado muitas vezes. O pecado é justamente este auto-engano.

Como uma nota lateral: Uma das questões que bagunça a situação é a raiva que vem de ambos os lados: Alguns cristãos têm raiva pecaminosa contra gays, e alguns gays têm raiva pecaminosa contra cristãos farisaicos. Ambos os lados precisam se arrepender de sua raiva e lidar com os problemas reais.

Print Friendly, PDF & Email
Filed Under:
Tagged: